Wahl

Category: Termos chaves da Filosofia
Submitter: Murilo Cardoso de Castro

Wahl

Wahl, Jean (1888-1974) Filósofo, historiador da filosofia e poeta, Jean Wahl (nascido em Marselha, França) ocupa, na universidade francesa, um lugar à parte. Platão e Descartes foram suas primeiras influências. Mas rompendo com a tradição idealista, volta-se para as filosofias pluralistas da Inglaterra e da América. Sua preocupação básica consistiu em procurar uma dialética não exclusivamente hegeliana e suscetível de aplicar-se às atitudes existenciais. Preocupa-do em denunciar os perigos dos conceitos e em defender um retorno ao concreto, retorno á experiência. a uma experiência que deve abrir caminho "para o objeto, para os outros sujeitos e para nós mesmos', volta-se para os poetas e para os artistas, nos quais acredita encontrar as "fontes da filosofia". Sem ser existencialista, penetra fundo o pensamento da existência; sem ser hegeliano, faz uma interpretação existencial do jovem Hegel; sem ser cristão, seus Estudos kierkegaardianos põem a descoberto uma impressionante experiência religiosa. O pensamento de Jean Wahl se situa nesse ponto indefinível entre certo ceticismo, mas sempre tomando posição diante da vida, pois concebe a filosofia como uma arte-de-se-reconhecer-no-mundo. Obras principais: Les philosophies pluralistes d'Angleterre et d'Amérique (1920), Le malheur de la conscience dans la philosophie de Hegel (1929), Vers le concret (1932), Etudes kierkegaardiennes (1938), Existence humaine et transcendance (1944), Traité de métaphysique (1953), Expérience métaphysique (1965). [Japiassu]

Submitted on:  Tue, 17-Nov-2009, 13:23