agente

Category: Termos chaves da Filosofia
Submitter: Murilo Cardoso de Castro

agente

(gr. poietikos; lat. Agens; in. Agent; fr. Agent; al. Tätige; it. Agente).

Em geral, o que toma a iniciativa de uma ação ou aquilo de que a ação promana ou deriva, em contraposição a paciente, que é o que sofre a ação. Esses termos são próprios da filosofia escolástica (v. ação). Para intelecto agente, v. intelecto. [Abbagnano]



a) Na escolástica, agens é o que age ou que agiu. Todo o ser, enquanto considerado como exercendo uma ação, é considerado agente. Chama-se paciente o objeto dessa ação.

Em Aristóteles, agente é o oposto contrário do paciente. Para que haja o agente, impõe-se o paciente, pois aquele age sobre este. E é tal, enquanto em ato, e tende para um fim. Atua o agente sua ação sobre outro, e a realiza, proporcionadamente. à sua forma. Para Aristóteles, é o agente que reduz a matéria de potência a ato. A ação parte do agente, como terminus a quo, e se exerce no paciente, como terminus ad quem. As coisas, que estão em devir (fieri), o estão pela ação do agente.

b) «Intellectus agens» (intelecto agente) é usado na escolástica, para expressar a faculdade intelectual, que torna inteligíveis as imagens transmitidas pelos objetos do mundo exterior, transformando-se em ideias gerais por meio da Abstração. O intelecto agente representa a passagem do sensível para o intelectual. Também usado «intelecto ativo» (intellectus ativus) em oposição ao «intellectus possibilis», termos aristotélico-escolásticos, que encontraram variada interpretação através da história do conhecimento. [MFS]

Submitted on:  Tue, 05-Jan-2010, 12:32