ente enquanto ente

Category: Heidegger (Brasil-Portugal)
Submitter: Murilo Cardoso de Castro

ente enquanto ente

[Seiende als das Seiende]

Ela [a metafísica] pensa o ente enquanto ente. Em toda parte, onde se pergunta o que é o ente [Seiende], tem-se em mira o ente enquanto tal. A representação metafísica deve esta visão à luz do ser [Licht des Seins]. A luz [Licht], isto é, aquilo que tal pensamento [Denken] experimenta como luz, não é em si mesma objeto de análise; pois este pensamento analisa e representa continuamente e apenas o ente sob o ponto de vista do ente. É, sem dúvida, sob este ponto de vista que o pensamento metafísico pergunta pelas origens ônticas e por uma causa da luz. A luz mesma vale como suficientemente esclarecida pelo fato de garantir transparência a cada ponto de vista sobre o ente. [MHeidegger O RETORNO AO FUNDAMENTO DA METAFÍSICA]



A metafísica diz o que é o ente enquanto ente. Ela contém um logos (enunciação) sobre o on (o ente). O título tardio "ontologia" assinala sua essência, suposto, é claro, que o compreendamos pelo seu conteúdo autêntico e não na estreita concepção "escolástica". A metafísica se movimenta no âmbito do on he on. Sua representação se dirige ao ente enquanto ente. Desta maneira, a metafísica representa, em toda parte, o ente enquanto tal e em sua totalidade, a entidade do ente (a ousia do on). A metafísica, porém, representa a entidade do ente de duas maneiras: de um lado a totalidade do ente enquanto tal, no sentido dos traços mais gerais (on kathólou, koinon); de outro, porém, e ao mesmo, a totalidade do ente enquanto tal, no sentido do ente supremo e por isso divino (on katholou, akrotaton, theion). Em Aristóteles o desvelamento do ente enquanto tal propriamente se projetou nesta dupla direção (vide Metafísica, Livros XI, V e X). MHeidegger: O RETORNO AO FUNDAMENTO DA METAFÍSICA

Submitted on:  Thu, 21-Oct-2010, 21:42