Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
7 user(s) are online (7 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 7

more...
Home Léxico Filosofia R real Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

real

Definition:
Gr. Wirkliche [GA7 42]
Gr. real [EtreTemps]
Fr. réel [GA7 53]

Para esclarecer o que significa o termo "o real", na frase "a ciência é a teoria do real", vamos nos ater à palavra. O real preenche e cumpre o setor da operação [Bereich des Wirkenden], daquilo que opera. O que significa "operar" [wirken]? A resposta a esta pergunta deve ater-se à etimologia. [...]

"Operar", wirken, significa "fazer", tun. O que significa tun? A palavra provém da raiz indo-europeia dhe, de onde vem igualmente o grego thesis, posição, posicionamento, localização [Setzung, Stellung, Lage]. Mas não se entende este fazer apenas, como atividade humana [menschliche Tätigkeit], e, tampouco, no sentido de ação e agir [der Aktion und des Agierens]. Também o crescimento, vigência da natureza [Walten der Natur] (physis), é um fazer, no sentido acima mencionado de thesis. Somente depois, é que physis e thesis vieram a opor-se uma à outra. Uma oposição que só tornou-se possível porque alguma coisa de idêntico as unia e determinava. physis é thesis, a saber, a pro-posição de algo por si mesmo, no sentido de pôr em frente, de trazer à luz, de a-duzir e pro-duzir, de levá-lo à vigência [Anwesen]. É, neste sentido, fazer que equivale a operar, que diz viger numa vigência. Assim o real é o vigente. Entendido assim como trazer e levar à vigência, o verbo "operar", "wirken", invoca um modo de o real se realizar, de o vigente viger e estar em vigor. Operar é, pois, trazer e levar à vigência, seja que, por si mesmo, algo traga e leve a si mesmo para a sua própria vigência, seja que o homem exerça este trazer e levar. Na linguagem medieval, o verbo “wirken", "operar" significava ainda a produção de casas, de utensílios, de imagens e quadros; posteriormente, este significado se restringiu à pro-dução [Hervorbringen], no sentido de costurar, tricotar, fiar.

O real é tanto o operante como o operado, no sentido daquilo que leva ou é levado à vigência [Anwesen
Her-vor-bringende und Her-vor-gebrachte]. [GA7]


[...] Ora, com o início da Idade Moderna, a palavra "real" assume, a partir do século XVII, o sentido de "certo". Não se trata de mero acaso e nem de um capricho inocente na evolução semântica de simples palavras.

No sentido de fato e fatual, o "real" se opõe ao que não consegue consolidar-se numa posição de certeza e não passa de mera aparência ou se reduz a algo apenas mental. Mas, mesmo nestas mudanças de significado, o real sempre conserva o traço mais originário de vigente, daquilo que se apresenta por si mesmo, embora se ofereça agora com menos ou com outra intensidade.

É que, agora, o real se propõe em efeitos e resultados. 0 efeito faz com que o vigente tenha alcançado uma estabilidade e assim venha ao encontro e de encontro. 0 real se mostra, então, como ob-jeto (Gegen-stand). [GA7 44]

NT: real, Realität : réel, réalité. — C’est ici le concept « ordinaire », c’est-à-dire le nom « métaphysique » de l’être en tant que sous-la-main, non pas précisément la realitas en tant que quiddité. V. surtout le § 43, et n.p.c. Wirklichkeit, ainsi que Bestand, Sachhaltigkeit. [EtreTemps]

Submitted on 23.07.2019 09:46
This entry has been seen individually 265 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project