Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
6 user(s) are online (6 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 6

more...
Home Léxico Filosofia E Epicuro Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

Epicuro

Definition:
EPICURO, filósofo grego (341 -270 a.C). Seu pai era mestre-escola e sua mãe adivinha. Viveu a maior parte de sua vida em Atenas, onde abriu uma escola em 306; "escola" ao ar livre (o célebre "Jardim de Epicuro"), onde viveu em comunidade com seus amigos e discípulos. Só nos ficou dele três cartas, que contêm o resumo de sua doutrina, e em particular, de sua moral: Epicuro ensinava que o prazer é o supremo bem, não entendendo por isso que o homem deva abandonar-se às voluptuosidades fáceis, como interpretaram um tanto levianamente, mas sim, ao contrário, que a felicidade é a recompensa da sabedoria, da cultura do espírito e também da prática da virtude. Sua doutrina do "cálculo dos prazeres", fonte de tantos mal-entendidos, necessita ser precisada: Epicuro nos dá como objetivo a atingir o uso racional dos prazeres, que classifica em três grupos, segundo se deva: 1.° favorecê-los; 2.° admiti-los; 3.° fugir-lhes. Ele propõe que se favoreça aqueles que são naturais mas não necessários, e que se fuja daqueles que não são naturais nem necessários. Assim, atingir-se-á ao estado privilegiado do homem, que é o repouso da alma, ou ataraxia (gr. a-taraxis, isento de perturbação). O Jardim de Epicuro era um porto de paz no seio da sociedade atormentada de Atenas no século IV a.C, o refúgio de discípulos ativos; a frugalidade e uma relativa austeridade aí reinavam. O poeta Lucrécio, que foi o mais célebre discípulo de Epicuro, em seu Tratado de natureza (De natura rerum) disse dele, três séculos após sua morte: "Foi um deus, sim, um deus, o que primeiro descobriu essa maneira de viver que agora se denomina sabedoria." O epicurismo desenvolveu-se no séc. II a.C. no Egito, em Antioquia e em Roma: no século I, com Fedro, foram fundados centro epicuristas em Roma. O epicurismo teve um renascimento no século XVII com Gassendi, filósofo sensualista, e inspirou a moral utilitarista dos anglo-saxões (Bentham, Stuart Mill). (V. moral.) [Larousse]


Epicuro (341-270 a. C.) afirmava que "a filosofia deve servir somente para alcançar a verdadeira liberdade", a serenidade em que o espírito tem consciência que o domínio sobre si pertence-lhe totalmente. "O essencial para à nossa felicidade é a nossa condição íntima, da qual somos donos". Para a conquista dessa felicidade, é necessário um conhecimento verdadeiro e seguro da realidade universal. Dessa forma, a física e a teoria do conhecimento (canônica, como a chama Epicuro) são os meios para atingir o fim, que é dado pela ética. A canônica é a teoria do canon do conhecimento. Estabelece a experiência sensível como a fonte única de todo saber e, como critério de verdade, a evidência. Epicuro fundava sua doutrina no atomismo de Demócrito, que já estudamos.

A aceitação do naturalismo permite que nos libertemos do temor dos deuses e do medo da morte. Pregava Epicuro a busca de um prazer estável, e não do prazer em movimento dos cirenaicos. Esse prazer em repouso é a ata-raxia, a ausência de perturbação, e a aponia (a ausência da dor). O prazer espiritual, que sempre está à nossa disposição, pode cobrir e compensar qualquer sofrimento físico, à proporção, sobretudo, quanto mais elevada e pura fôr a contemplação da verdade, que nos permite pener trar mais fundo no infinito e no eterno. É a prudência, á qual é a mãe da felicidade e a mãe da virtude, também. [MFS]

Submitted on 21.06.2009 14:29
This entry has been seen individually 2146 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project