Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
5 user(s) are online (5 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 5

more...
Home Léxico Filosofia D darwinismo Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

darwinismo

Definition:
A teoria do naturalista inglês Darwin (1809 — 1882). — Partiu como naturalista na expedição do capitão Fitzroy, a bordo do Beagle, e visitou a América do Sul e as ilhas do Pacífico (principalmente as ilhas-Galápagos); observou as variações das espécies animais e convenceu-se de que estas podem evoluir se transformando: assim é que estudou um pássaro, o chamado "pássaro de Darwin", que, vivendo de peixes e ele próprio não sendo nunca caçado, ao fim de inúmeras gerações havia perdido o uso das asas, que se atrofiaram (v. Zoology of the Voy age of the "Beagle"); também o homem poderia portanto "descender do macaco", hipótese que inicialmente causou escândalo, embora já tivesse sido apresentada pelo francês Lamarck (1744 — 1829). A doutrina que lhes é comum, o transformismo, apresenta uma diferença a respeito de um ponto essencial: para Darwin, o meio é que seleciona suprimindo, enquanto para Lamarck o meio seleciona transformando os organismos; é a teoria da "seleção natural". Tomando-se um exemplo preciso: segundo Darwin, os animais sem pêlo são eliminados nos países frios; segundo Lamarck, eles não são eliminados, antes criam pêlo. A "seleção natural" acarreta portanto a sobrevivência dos mais fortes, ou seja, no fundo, dos mais aptos a se defenderem ao mesmo tempo contra outros organismos, contra o rigor dos climas e contra as dificuldades de alimentação. A morte seria pois "diferenciadora": os que morrem não são idênticos aos que subsistem; os que permanecem possuem uma característica suplementar, que foi precisamente o que lhe permitiu subsistir; a morte tem então como resultado a formação de novas espécies e a melhoria geral dos indivíduos. O darwinismo foi muito discutido: negou-se a hereditariedade de certos caracteres individuais, adquiridos por condições de vida; não parece também que a seleção possa criar espécies ou caracteres novos. O neodarwinismo e o evolucionismo moderno reconhecem um paralelismo na evolução das espécies: por exemplo, a espécie "macaco" pode evoluir, mas não dará senão macaco, nunca uma espécie nova: o homem. Além disso, as leis científicas da hereditariedade, estabelecidas por Mendel, afirmam que uma mutação somente pode se transmitir quando acarreta uma variação no nível dos "genes". Darwin permanece, com Lamarck, o fundador e o precursor da ciência da evolução das espécies. (V. hereditariedade, evolucionismo.) [Larousse]


(in. Darwinism; fr. Darwinisme; al. Darwinismus; it. Darwinismó).

Doutrina da evolução biológica, segundo os fundamentos enunciados por Darwin: 1) existência de pequenas variações orgânicas, que se verificariam nos seres vivos sob a influência das condições ambientais, das quais algumas (pela lei da probabilidade) seriam biologicamente vantajosas; 2) seleção natural, graças à qual sobreviveriam, na luta pela vida, os indivíduos nos quais se manifestassem as variações orgânicas favoráveis (Origem das espécies, 1859). Também são partes integrantes do D. a hipótese de que o homem descende de animais inferiores (Descendência do homem, 1871) e o agnosticismo diante dos problemas metafísicos (v. agnosticismo; evolução). [Abbagnano]

Submitted on 03.03.2010 18:51
This entry has been seen individually 339 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project