Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
22 user(s) are online (21 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 22

more...
Home Léxico Filosofia C Condillac Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

Condillac

Definition:
CONDILLAC (Etienne Bonnot de), filósofo francês (Grenoble 1715 — abadia de Flux 1780). Coloca na sensação a origem de todos os nossos conhecimentos reais (Tratado das sensações, 1754). Alguns o consideram um dos fundadores da ciência econômica moderna devido à sua obra sobre O comércio e o governo considerados relativamente um ao outro (1776). [V. sensualismo.] [Larousse]


Com Condillac e os pensadores que se seguem temos a plena eclosão de Locke, de um Locke que houvesse perdido a prudência e a fé. Condillac, de Grenoble, era padre pelo menos no título, tendo estudado no seminário de São Sulpício. Mas ingressou cedo na sociedade dos literatos e dos filósofos e foi preceptor do filho do Duque de Parma. Recolhendo-se ao seu castelo de Beaugency, ali terminou tranquilamente os seus dias em 1780. Nascera em 1715.

Condillac é o homem da "estátua". Essa estátua alegórica, que ele imagina desde o começo do seu Tratado das sensações como perfeitamente inerte, vai animar-se pouco a pouco e converter-se na criatura atuante e pensante que é cada um de nós. Bastará para tanto que despertem os sentidos e entre em ação o seu mecanismo. A princípio, e com muita poesia, é um perfume de rosas que penetra o mármore. Seguem-se as outras impressões, depois os movimentos. Enquanto a sensação subsiste sozinha temos a atenção; quando a impressão se prolonga na ausência do objeto, temos a memória; quando se confronta o presente com o passado e se reflete a respeito, temos, já se vê, a reflexão e o juízo; se o desagradável evoca o agradável, ou vice-versa, então temos a imaginação.

Condillac, satisfeito, vangloria-se de ter mostrado assim "toda a simplicidade dos métodos seguidos pelo Autor da Natureza". E força é admitir com ele, efetivamente, que Deus não poderia ter agido de maneira mais simples.

Este sensualismo tão elementar agradava pela sua própria facilidade. Logrou seduzir, contudo, espíritos sólidos ou bastante finos como Lavoisier, que nele apreciava sobretudo a análise engenhosa, e os chamados "ideólogos": Destutt de Tracy, Laromiguière e Cabanis é. Tem-se insinuado também que Taine, como fisiólogo, talvez não fosse senão um Condillac aperfeiçoado e mais sábio. [Truc]

Submitted on 01.03.2010 12:53
This entry has been seen individually 985 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project