Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
7 user(s) are online (7 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 7

more...
Home Léxico Filosofia S Ständigkeit Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

Ständigkeit

Definition:
consistência [STSchuback]
constance, maintien [ETEM]
constancy [BTJS]
permanência [QCOISA]

VIDE Selbst-ständigkeit, Abständigkeit

NT: Constant, constancy (Ständig[keit], Beständigkeit), 117, 128, 291, 303, 320, 322, 332, 375, 417, 427 n. 13; existent "stand" of, 117, 322; and inconstancy ("dependency") of the self, 117, 128, 322-323, 332, 375, 390, 410; Descartes on the constancy of corporeal things, 92, 96; (objective) presence, 96, 98, 105fn, 320-321, 423, 427 n. 16; handiness, 103; the closest c. of Dasein, 128; the primordial c. of existence, 340; ahead-of-itself, 337; Being guilty, 305; certainty, 308; resoluteness, 391; inconstancy, 117, 128, 336-337, 390-391. See also Ancient ontology [antike Ontologie]; Presence [Anwesenheit]; Self [Selbst] [BTJS]


Enquanto um ente ontologicamente indeterminado, o ser-aí [Dasein] é um ente em si mesmo completamente desprovido de toda e qualquer constância. Na medida em que ele não possui qualquer determinação natural, nada é a princípio comum e familiar para ele. Assim, toda constância que ele tem e pode ter precisa vir até ele por meio do campo sedimentado no qual ele encontra a sua casa, a sua morada. Heidegger repete aqui um traço estrutural da descrição da cotidianidade mediana [durchschnittliche Alltäglichkeit] como um todo. Exatamente porquanto não possui nenhuma familiaridade a priori dada, ou seja, extamente porquanto se mostra originariamente como um ente em essência estranho [Unheimlichkeit], o ser-aí precisa da estabilidade do mundo circundante [Umwelt], do mundo fático sedimentado, para que ele possa ser de uma maneira estável, consistente, previsível, antecipável, administrável etc. Com isto, porém, também se acha justificado o prosseguimento da passagem: “Essa constância não diz respeito à presença à vista incessante de algo, mas ao modo de ser [Seinsart] do ser-aí enquanto ser-com [Mitsein]” [GA2:128]. Em outras palavras, nós jamais alcançamos a constância de um modo de ser de pedra, nem tampouco a constância cíclica do pertencimento dos animais ao seu círculo vital. Nossa constância não diz respeito nem aos entes presentes à vista, nem à vida [Leben]. Ao contrário, a constância segue aqui o caráter eminentemente hermenêutico de nosso existir. A constância é a constância da significância que emerge da totalidade referencial/conformativa, assim como dos elementos que mobilizam estruturalmente essa significância. [MACMundo1:150]


El sujeto de la modernidad se caracteriza por la sustancialidad y la «mismidad» (Selbigkeit), mientras que el Dasein heideggeriano se distingue por la firmeza (Ständigkeit [constância]) de su estar-en-el-mundo, desde la cual logra cierta estabilidad del sí-mismo (Selbst-ständigkeit) y conquista su mismidad propia (Selbstheit) por medio de la resolución [Entschlossenheit]. [GuiaST 2]





Submitted on 21.07.2021 10:40
This entry has been seen individually 244 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project