Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
4 user(s) are online (4 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 4

more...
Home Léxico Filosofia O ontologia Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

ontologia

Definition:
Ontologie

Se, pois, de acordo com o sentido fundamental da palavra, ethos, o nome, ética, quiser exprimir que a ética pensa a morada do homem, então o pensamento que pensa a Verdade do Ser, como o elemento fundamental, onde o homem ec-siste, já é a ética originária. Mas então, tal pensamento não é apenas ética por ser ontologia, de vez que a ontologia só pensa o ente (on) em seu ser. Ora, enquanto não for pensada a Verdade do Ser, toda ontologia fica sem fundamento. Por isso o pensamento que, em Ser e Tempo, tentou preparar-se para pensar (vordenken) a Verdade do Ser, foi intitulado Ontologia Fundamental. Essa procura retornar ao fundamento Essencial donde provém o pensamento da Verdade do Ser. Já no ponto de partida desse outro modo de questionar, afasta-se ele da "ontologia" metafísica (mesmo da de Kant). Pois "a ontologia", seja transcendental seja pre-crítica, está sujeita, à crítica não por pensar o ser do ente e, assim, forçar o Ser no conceito, mas por não pensar a Verdade do Ser e assim desconhecer que há um pensamento mais rigoroso do que o conceituai. O pensamento, que procura preparar-se a pensar (vordenken) a Verdade do Ser, na indigência de seu primeiro esfôrço, só consegue transformar em linguagem um pouco da outra dimensão totalmente diferente. Essa ainda se falsifica a si mesma na medida em que não consegue conservar a ajuda Essencial da visão fenomenológica e ao mesmo tempo abandonar, por ser descabida, toda preocupação de "Ciência" e de "Pesquisa". Ora, para fazer conhecida essa tentativa do pensamento e torná-la compreensível dentro dos quadros da filosofia vigente, só se podia falar, de início, a partir do horizonte dado e usando dos títulos neles correntes.

Entrementes, porém, cheguei a compreender que precisamente esses títulos induziam inevitável e diretamente em erro (Irre). Pois tanto eles quanto a sua linguagem conceitual não eram repensados pelos leitores de acordo com a causa (Sache) a ser pensada mas essa é que era concebida de acordo com o sentido habitual dos títulos estabelecidos. O pensamento, que questiona a Verdade do Ser e com isso determina a morada da Essência do homem, a partir e na direção do Ser, não é nem ética nem ontologia. Daí não haver lugar nele para a questão sobre as relações de ambas as disciplinas. Todavia, pensada originariamente, a pergunta do Senhor conserva um sentido e uma importância Essencial. [CartaH]


Quando hoje se toma em consideração "ontologia" e "ontológico" como clichê e nome para mo­vimentos, então tais expressões são usadas com constante superficialidade e com desconhecimento de qualquer problemática. É-se da opinião falsa de que ontologia como questionamento do ser do ente significa "postura realista" (ingênua ou critica) em oposição a "idealista". Problemática ontológica tem tão pouco a ver com "realismo" que justamente Kant em e com seu questionamento transcendental pode realizar o primeiro passo decisivo para uma expressa fundamentação da on­tologia, desde Platão e Aristóteles. Pelo fato de a gente se empenhar pela "realidade do mundo exterior" não se está ainda orientado ontologicamente. "Ontológico" - tomado no sentido po­pular-filosófico - significa, contudo - e nisto se revela sua desesperada confusão -, isto que muito antes deve ser chamado de ôntico, isto é, uma postura, que deixa o ente ser em si, o que e como ele é. Mas com isto não se levantou ainda nenhum problema do ser, e muito menos se conquistou assim o fundamento para a possibilidade de uma ontologia. (N. do A.) [MHeidegger - SOBRE A ESSÊNCIA DO FUNDAMENTO, p. 119]


A metafísica diz o que é o ente enquanto o ente [Seiende als das Seiende]. Ela contém um logos (enunciação) sobre o on (o ente). O título tardio "ontologia" assinala sua essência, suposto, é claro, que o compreendamos pelo seu conteúdo autêntico e não na estreita concepção "escolástica". A metafísica se movimenta no âmbito do on he on. Sua representação [Vorstellen] se dirige ao ente enquanto ente. Desta maneira, a metafísica representa, em toda parte, o ente enquanto tal e em sua totalidade, a entidade do ente (a ousia do on) [Seiendheit des Seienden]. A metafísica, porém, representa a entidade do ente de duas maneiras: de um lado a totalidade [Ganze] do ente enquanto tal, no sentido dos traços mais gerais (on katholou, koinon); de outro, porém, e ao mesmo, a totalidade do ente enquanto tal, no sentido do ente supremo e por isso divino (on katholou, akrotaton, theion). Em Aristóteles o desvelamento do ente [Unverborgenheit des Seienden] enquanto tal propriamente se projetou nesta dupla direção (vide Metafísica, Livros XI, V e X). [MHeidegger O RETORNO AO FUNDAMENTO DA METAFÍSICA]

Submitted on 22.10.2010 17:46
This entry has been seen individually 438 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project