Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
7 user(s) are online (7 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 7

more...
Home Léxico Filosofia D descobrimento Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

descobrimento

Definition:
Verdade é, para Heidegger, "desencobrimento [Unverborgenheit]" ou "desvelamento [Entborgenheit]". Todo desencobrimento depende do homem, sendo-lhe essencial: "Enquanto Dasein, o homem não é transferido para dentro de uma região aberta da mesma maneira que um par de sapatos é colocado diante da porta de um quarto; como Da-sein, o homem é o abandono errante no aberto, cuja abertura e clareira é o mundo (GA49, 43). Mas nem tudo está desencoberto do mesmo modo; ele usa diversas palavras para diferentes tipos de desencobrimento (GA27, 203ss). Unverborgen(heit) vem de verbergen, "esconder, velar", especialmente coisas sobre a personalidade ou a vida interior de alguém. Verbergen vem de bergen, "pôr a salvo", e guarda um tom de proteção a algo. Aplica-se também a coisas escondidas naturalmente, p.ex. o sol pelas nuvens. Unverborgenheit é um termo genérico: entes de qualquer tipo, e o próprio ser, podem estar unverborgen ou inversamente sofrer Verbergung, "velamento", ou Verborgenheit, "desvelamento, desencobrimento". Se o que está unverborgen é ser, Heidegger fala então de seu Enthülltheit, "deso-cultamento, revelação", de enthüllen, "retirar o véu, revelar o que está oculto", e hüllen, "ocultar". O desocultamento do ser é a verdade "ontológica". Quando informal e não-conceitual, é então "pré-ontológica". Se entes estão unverborgen, esta é sua Offenbarkeit, "manifestação", de offenbar, "manifesto, revelado", que em seu uso normal aplica-se a coisas razoavelmente elevadas. Esta é a verdade "ôntica". Mas nem todos os entes são manifestos do mesmo modo. A manifestação do ser-simplesmente-dado e do manual é Entdecktheit," descoberta", de entdecken, "descobrir" o que está escondido, e decken, que, com compostos tais como verdecken, significa "cobrir" de várias formas. A manifestação de dasein, por sua vez, é Erschlossenheit, "abertura", de erschliessen, "descobrir, abrir, explorar [p.ex. um continente]", e schliessen, "fechar, cerrar etc." O mundo — não um ente, mas intimamente conectado com o Dasein — também está erschlossen: "a Entdecktheit de entes intramundanos está fundada na Erschlossenheit do mundo. Mas Erschlossenheit é o modo fundamental de Dasein, segundo o qual ela é o seu aí" (SZ, 220). Heidegger nem sempre usa estes termos exatamente deste modo. Em GA20, Entdecktheit é genérica, equivalente à posterior Unverborgenheit; Dasein é aí entdeckt, embora o mundo seja erschlossen, como em SZ (GA20, 348ss). Em GA24, Enthüllen tem um sentido genérico (GA24, 307). Mas a importância do desencobrimento, e a ideia de que itens de diferentes tipos estejam desencobertos de diferentes maneiras ou em diferentes sentidos é constante: "Justamente porque a verdade é essencialmente desvelamento [Entborgenheit] de entes, o modo particular do desvelamento (verdade) é governado e determinado pelo modo de ser, i.e. pelo seu ser" (GA31, 93). [DH]

Submitted on 12.03.2012 20:44
This entry has been seen individually 159 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project