Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
6 user(s) are online (5 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 6

more...
Home Léxico Filosofia C conversas Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

conversas

Definition:
P — Só que existe um perigo muito maior nos ameaçando. E um perigo que nos atinge a ambos e que se torna tanto mais perigoso quanto menos puder ser percebido.

J — Como assim?

P — O perigo que nos ameaça provém de uma região em que não se pode presumir onde haverá de se fazer a experiência do perigo.

J — O senhor já deve ter percebido, do contrário não poderia indicá-lo.

P — Estou longe de tê-lo percebido em toda sua envergadura. Mas já o pressenti e na verdade nas conversas com o conde Kuki.

J — O senhor lhe falou a esse respeito?

P — Não. O perigo surgia das próprias conversas por serem conversas.

J — Não entendo o que o senhor quer dizer.

P — As conversas não eram discussões eruditas adredemente preparadas. Toda vez que algo assim parecia ocorrer, como por exemplo nos seminários, o conde Kuki se calava. As conversas se realizavam como um jogo livre em minha casa. As vezes, o conde Kuki trazia a esposa num costume de festa japonês. Então o mundo oriental brilhava com mais clareza e o perigo das conversas aparecia com maior nitidez.

J — Ainda não entendo o que o senhor quer dizer.

P — O perigo das conversas se escondia na própria língua, não naquilo que conversávamos, mas no modo em que tentávamos fazê-lo.

J — Mas o conde Kuki dominava bem o alemão, o francês e o inglês, e isso de maneira extraordinária.

P — Sem dúvida. Ele sabia dizer em línguas europeias o que se discutia. Mas discutíamos o iki. Na discussão, mantinha-se fechado para mim o espírito da língua japonesa, e ainda hoje continua.

J — As línguas da conversa depositavam tudo no europeu.

P — E a conversa tentava dizer o essencial da arte e poesia oriental.

J — Agora entendo melhor onde o senhor fareja o perigo. A língua da conversa destruía continuamente a possibilidade de se dizer o que se discutia. [GA12]

Submitted on 22.08.2010 20:46
This entry has been seen individually 145 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project