Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
5 user(s) are online (5 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 5

more...
Home Léxico Filosofia P palavra Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

palavra

Definition:
Wort

É no pensamento do ser que a libertação do homem para a ek-sistência, libertação que funda a história, alcança a sua palavra. A palavra não é, em primeiro lugar, a "expressão" de uma opinião, mas é constantemente já a articulação protetora da verdade do ente em sua totalidade. O número daqueles que entendem esta palavra pouco importa. A qualidade dos que podem prestar atenção a ela decide da posição do homem na história. Mas, neste mesmo momento da história do mundo em que começa a filosofia, começa também a dominação expressa do senso comum (da sofística). [MHeidegger SOBRE A ESSÊNCIA DO FUNDAMENTO]


Nenhuma coisa é onde falha a palavra, essa que nomeia a coisa. O que significa "nomear" [nennen]? Podemos responder assim: nomear é aparelhar alguma coisa com um nome. E o que é um nome [Name]? Uma designação que confere a alguma coisa um signo fonético ou gráfico, que lhe confere uma cifra [Chiffre]. E o que é um signo [Zeichen]? Um sinal [Signal]? Uma insígnia [Signum]? Uma marca [Merkmal]? Um aceno [Wink]? Ou tudo isso e mais alguma coisa? Tornamo-nos por demais negligentes e calculadores na compreensão [Verständnis] e uso [Gebrauch] de signos.

Será o nome, será a palavra um signo? Tudo depende de como pensamos o que dizem as palavras "signo" e "nome". Com essas esparsas considerações já podemos perceber em que correnteza nos lançamos quando a linguagem [Sprache] como linguagem vem à linguagem. [GA12]


O poeta [Dichter] aprendeu a renunciar. Ele fez uma experiência [Erfahrung]. Com o quê? Com a coisa [Ding] e seu relacionamento com a palavra [Beziehung zum Wort]. Mas o título do poema [de Stefan George] é somente: a palavra. O poeta fez a experiência propriamente dita com a palavra e, na verdade, com a palavra à medida que esta abriu mão de um relacionamento com a coisa. Pensando-se com maior clareza: o poeta fez a experiência de que é a palavra que deixa aparecer e vigorar uma coisa como a coisa que ela é. Para o poeta, a palavra se diz como aquilo a que uma coisa se atém e contém em seu ser. O poeta faz a experiência de um poder, de uma dignidade da palavra, que não consegue ser pensada de maneira mais vasta e elevada. A palavra é, ao mesmo tempo, aquele bem a que o poeta se confia e entrega, como poeta, de modo extraordinário. O poeta faz a experiência do ofício de poeta como uma vocação para a palavra, assumida como fonte e borda do ser. A renúncia que o poeta aprende é do tipo de uma abnegação plena, à qual somente se prenuncia o que de há muito se vela e propriamente já sempre se consente.

O poeta deveria então ficar cheio de júbilo com uma tal experiência, pois essa lhe oferece o que de mais alegre um poeta pode receber. O poema diz, no entanto: "triste assim eu aprendi a renunciar". Isso significa que o poeta encontra-se prostrado frente à renúncia, abatido por uma perda. Mas renunciar — como se mostrou — não é perder. O "triste" também não se refere à renúncia, mas ao aprendizado da renúncia. Tristeza não é abatimento e nem depressão. Em sentido próprio, a tristeza articula-se no relacionamento com a máxima alegria; quando a alegria se retrai, torna-se hesitante e se resguarda na retração. Aprendendo a renúncia assim nomeada, o poeta faz a experiência do poder mais elevado da palavra. Ele capta a mensagem arcaica do que cabe à saga poética do dizer enquanto sua tarefa mais elevada e permanente, não obstante usurpada. O poeta jamais saberia fazer essa experiência com a palavra se não estivesse afinado pela tristeza, pelo tom da quietude [die Stimmung der Gelassenheit] de estar próximo ao que se retrai e assim se reserva para um anúncio inaugural. [GA12]

Submitted on 27.10.2010 23:39
This entry has been seen individually 650 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project