Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
6 user(s) are online (6 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 6

more...
Home Léxico Filosofia A análise das sensações Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

análise das sensações

Definition:
Muito ligada à visão de Avenarius está a concepção filosófica de Ernst Mach, que elaborou suas ideias independentemente das de Avenarius e que, a exemplo dele, propôs um conceito biológico do conhecimento, considerando-o como adaptação progressiva aos fatos da experiência. Mach nasceu em Turas, na Morávia, em 1838.

Foi professor de física em Graz e Praga e, posteriormente, professor de filosofia em Viena. Morreu em Haar, nas proximidades de Munique, em 1916. Dentre as suas principais obras, devem-se recordar: A mecânica no seu desenvolvimento histórico-crítico (1883), A análise das sensações e a relação entre físico epsíquico (1900), Os princípios da termologia desenvolvidos de modo histórico-crítico (1896), Lições científico-populares (1896) e Conhecimento e erro (1905). Deve-se observar logo que, para Mach, as coisas e a natureza de que fala a ciência estão bem distantes da coisa em si e para si, do "verdadeiro" dado objetivo. Escreve Mach em A análise das sensações: "Para nós, portanto, o mundo não consiste em essências misteriosas que, interagindo com outra essência também misteriosa, o eu, geram as 'sensações', as únicas que nos são acessíveis. As cores, os sons, os espaços, os tempos etc, são para nós, provisoriamente, os elementos últimos (...) de que devemos indagar a concepção dada. E nisso, precisamente, que consiste a investigação da realidade".

E continua: "Cores, sons, calor, pressões, espaços, tempos etc, estão ligados entre si de modo múltiplo e a eles estão ligados disposições, sentimentos e volições. Desse tecido emerge o que é relativamente mais estável e duradouro, imprimindo-se na memória e exprimindo-se na palavra. Como relativamente mais duráveis assinalamos antes de mais nada os complexos coordenados (funcionalmente) no espaço e no tempo de cores, sons, pressões etc, que, precisamente por isso, assumem nomes específicos, sendo designados como corpos (Körper). Esses complexos não são de modo algum persistentes em absoluto (...). Como relativamente persistente também se apresenta aquele conjunto de recordações, disposições e sentimentos ligados a determinado corpo (Leib), designado como 'eu'."

Para Mach, a sensação é fato global. É forma de adaptação do organismo vivo ao ambiente: acomodação dos olhos e ouvidos; o "fenômeno do contraste" de cores e formas; o reconhecimento do mesmo objeto em condições diversas de iluminação; o reconhecimento de um ritmo musical (Mach antecipa a psicologia da forma). E é fato que diz respeito ao indivíduo, mas que é resultado da evolução da espécie: "Torna-se compreensível uma memória (...) que vá além do indivíduo. Uma psicologia no sentido spenceriano-darwiniano, inspirado na teoria da evolução, mas baseada em pesquisas positivas particularizadas, promete resultados mais ricos do que os obtidos por todas as especulações anteriores". E diz ainda Mach: "A coisa, o corpo, a matéria nada mais é do que a conexão dos elementos, das cores, dos sons etc, nada mais que as referidas características (Merkmale)". [Reale]

Submitted on 20.09.2014 13:17
This entry has been seen individually 17 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project