Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Main Menu
Search
Who is Online
11 user(s) are online (10 user(s) are browsing Léxico Filosofia)

Members: 0
Guests: 11

more...
Home Léxico Filosofia U útil Léxico Filosofia
Browse by letter
All | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Other

útil

Definition:
(in. Useful; fr. Utile; al. Nützlich; it. Utilé).

1. O que é meio ou instrumento para um fim qualquer. Nesse sentido, a utilidade foi definida por Alberto Magno (S. Th., I, q. 8, a. 3), Geulinex (Ethica, III, 6) e Haumgarten (Met., § 336); é um caráter das coisas.

2. Mais especificamente, a partir de Hobbes, chamou-se de útil o que serve à conservação do homem ou, em geral, satisfaz às suas necessidades ou atende aos seus interesses. Hobbes afirmava, a propósito, que cada homem é por direito natural árbitro do que lhe é útil, e que "a medida do direito é a utilidade" (De cive, 1642, 1, 9-10). Seguindo Hobbes, Spinoza identificava o comportamento racional do homem com a procura do útil: "A razão, não exigindo nada de contrário à natureza, requer por si só, antes de mais nada, que cada um se ame e procure o que lhe é útil e que realmente assim seja." Entre as muitas coisas útil e desejáveis, as mais importantes são as que convém à natureza humana; por isso, a mais importante de todas é a conservação do homem, na sua própria pessoa e na do outro. "Os homens que são governados pela razão, ou seja, os que procuram o que lhe é útil segundo a direção da razão, não desejam para si nada que também não desejem para os outros homens justos, fiéis e honestos" (Et, IV, 18, schol.). Nesse sentido, por um lado a utilidade tornou-se fundamento da doutrina moral chamada utilitarismo e, por outro lado, conceito fundamental da economia política. Na primeira direção, Hume já perguntava "por que a utilidade agrada", e encontrava a resposta a esta pergunta na natural simpatia do homem para com o outro homem (Inq. Conc. Morais, V). A coincidência da utilidade individual com a social estava assim já postulada e passou a ser um dos temas do utilitarismo. Bentham definia utilidade como "a propriedade de um objeto em virtude da qual ele tende a produzir benefício, vantagem, prazer, bem ou felicidade (Introduction to the Principles of Morals, 1789, I, I). No campo da economia política, por útil entendeu-se habitualmente "tudo o que satisfaz uma necessidade"; a percepção de que nem sempre o que satisfaz uma necessidade econômica (é desejado como tal) satisfaz a necessidade biológica induziu Pareto a introduzir a noção de ofelimidade, que é o útil no contexto econômico (Traité d'économie politique, n. 2028). [Abbagnano]

Submitted on 19.05.2011 21:39
This entry has been seen individually 526 times.

Bookmark to Fark  Bookmark to Reddit  Bookmark to Blinklist  Bookmark to Technorati  Bookmark to Newsvine  Bookmark to Mister Wong  Bookmark to del.icio.us  Bookmark to Digg  Bookmark to Google  Share with friends at Facebook  Twitter  Bookmark to Linkarena  Bookmark to Oneview  Bookmark to Stumbleupon Bookmark to StudiVZ



Powered by XOOPS © 2001-2012 The XOOPS Project